O início das atividades acadêmicas do primeiro semestre de 2022 é 13 de março e vai se estender até o dia 25 de junho. O segundo semestre terá início no dia 21 de agosto e irá até 15 de dezembro. Atenção! As matrículas ocorrerão pelo SIGAA (nos casos de alunos da UFPA) e pelo e-mail Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo. (nos casos de alunos especiais) no período.

Para mais informações:

Assunte

UM PODCAST PARA OUVIR HISTÓRIAS

Apresenta entrevistas com docentes, discentes e egressos pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em História da UFPA sobre temas relacionados com o seus trabalhos de teses e dissertações produzidos e  defendidos no PPHIST. Trata-se de um canal importante de divulgação cientifica em História Social da Amazônia.

 

A Coletânea "Estudos Amazônicos em Revista", Volume 1 (Colônia), publicada pela Editora Cabana, expressa os resultados das pesquisas desenvolvidas no PPHIST e em conexões. Em breve estaremos informando do lançamento.

 

"Em 2021, o Doutorado em História Social da Amazônia, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Pará, completou 10 anos de existência. Como parte dessa comemoração surgiu a ideia de republicação de alguns artigos publicados no extinto periódico acadêmico do programa, a Revista de Estudos Amazônicos. A Revista havia sido criada em 2006, com a publicação de seu primeiro número, tendo como objetivo 'evidenciar no cenário historiográfico nacional trabalhos que versam sobre a região', buscando ser (e efetivamente foi) 'um ponto-de-encontro e de debates entre diversos pesquisadores do Brasil e do Exterior, que tenham como foco central de seus estudos a história da Amazônia'. Assim fora explicado pelos editores da Revista na época, na Apresentação do volume 1, número 1, de julho-dezembro de 2006, de cujas palavras nos apropriamos aqui" (Bezzera Neto; Nunes, 2022, p. 10).

 

O Volume 1 está composto dos textos:

 

APRESENTAÇÃO:

Estudos amazônicos sobre a colônia: olhares e perspectivas.

José Maia Bezerra Neto.

Francivaldo Alves Nunes..

 

CAPÍTULO 1:

Local, global e colonial nos mundos da Monarquia católica. Aportes sobre o caso amazônico.

Serge Gruzinski.

 

CAPÍTULO 2:

Swaerooch: o comércio holandês com índios no Amapá (1600-1615).

Dr. Lodewijk Hulsman.

 

CAPÍTULO 3:

A colonização nas Amazônias: guerras e escravidão nos séculos XVII e XVIII.

Décio de Alencar Guzmán.

 

CAPÍTULO 4:

Cidades e vilas da Amazônia colonial

Alírio Cardozo.

Rafael Chambouleyron.

 

CAPÍTULO 5:

Maneiras de viver na colônia no extremo norte (1620-1760).

Leila Mourão.

 

CAPÍTULO 6:

Jurisdição e Poder: controvérsias entre as autoridades coloniais na Amazônia portuguesa. 

Marcia Eliane Alves de Souza e Mello.

 

CAPÍTULO 7:

Uma lenta preparação para a morte: a evangelização nos aldeamentos jesuíticos da Amazônia portuguesa (Século XVII). 

Karl Heinz Arenz

 

CAPÍTULO 8:

Natureza, iluminismo e iluministas na Amazônia.  

Geraldo Mártires Coelho.

 

CAPÍTULO 9:

O cotidiano das povoações no Diretório.

José Alves de Souza Junior.

 

CAPÍTULO 10:

O sonho dourado destruído: a proibição das minas auríferas no Estado do Maranhão e Pará no século XVIII.

Alam José da Silva Lima.

 

CAPÍTULO 11:

La “escravatura necessária para a cultura”. Esclavos africanos en la Amazonia tras la extinta Companhia do Comércio do Grão-Pará e Maranhão.

José Luis Ruiz-Peinado Alonso.

 

CAPÍTULO 12:

Em busca da paternidade: Landi e a invenção da cidade histórica.

Wesley Kettle.

Moema Alves